Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida Colorida

Um sítio onde escrevo sobre as cores que pautam a minha vida

Um sítio onde escrevo sobre as cores que pautam a minha vida

Vida Colorida

19
Jul10

Uma demissão....supreendente...

Vida Colorida

Depois de algumas semanas a bater com a cabeça por falta de ajuda da minha chefe, depois de ser culpabilizada algumas vezes por coisas que aconteceram (e ainda se mantinham) antes da minha entrada na empresa, depois de ela me dizer diversas vezes que já tinha despedido 2 pessoas... (com aquele tom de ameaça... como quem diz " se me apetecer, és a próxima"), após ter pedido ajuda (telefonica, uma vez que não trabalhava dentro da empresa) às 11h da manhã (porque como as minhas dúvidas ficaram sempre por esclarecer "por falta" de tempo da minha chefe, do chefe da minha chefe, etc... como tal, eram exactamente as mesmas desde do primeiro dia...) e ter recebido uma resposta apenas às 15h35m, percebi que não valeria a pena insistir... era altura de sair...

 

A falta de esclarecimento às minhas dúvidas significava a "não continuação do meu trabalho", o que no final do dia originava o "não cumprimento do objectivo diário"... chegava sempre a casa depois da hora, saía muitas vezes 2h mais tarde, chegava a casa, jantava a correr (depois de não ter almoçado por falta de tempo, limitava-me a comer um pão), brincava meia-horita com o meu pequenito (que com a minha ausência andava extremamente carente) e agarrava-me ao pc a fazer relatórios...

 

é verdade que até gostava do trabalho em si, é igualmente verdade que tentei entrar nesta empresa há alguns anos atrás mas a falta de acolhimento por parte da empresa, a embirração assumida por parte da minha chefe (por não ter sido ela a seleccionar-me), as horas extras (obviamente não pagas e ainda assim para não conseguir cumprir os objectivos), o descaso perante os meus pedidos de ajuda e o stress em que andava (até já sonhava com os problemas do trabalho), juntando ao facto de ver o meu principe a fazer de tudo para chamar a minha atenção fizeram-me entregar a carta de demissão...

 

Estava lá há poucas semanas e não conheci praticamente ninguém... a última coisa que esperava era que acontecesse o que aconteceu...

 

Falei com a minha chefe sobre as razões da minha saída (que fez de conta que estava surpreendida com o meu descontentamento) e quando pensava que vinha para o lar, doce lar viver a minha vidinha em paz e sossego... o Director dos Recursos Humanos pediu-me 5 minutos do meu tempo...

 

Tinha-o vista apenas 1vez mas a sua linguagem corporal era óbvia... lamentava profundamente a minha saída... Pediu-me que lhe explicasse o que tinha sucedido, que lhe contasse tudo para que a empresa não voltasse a cometer os mesmos erros para não peder colaboradores tão bon como eu... No final das minhas explicações, pediu-me desculpas em nome da empresa e perguntou se poderia fazer algo para me demover da minha ideia... Disse-lhe que não...

 

Tratei da papelada e já estava com a cabeça no caminho de casa quando... tive uma nova surpresa... o Director Geral da Empresa também gostaria de falar comigo... (Tínhamo-nos conhecido durante um jogo da selecção... eu tinha entrado na empresa dias antes, toda a gente estava ver o futebol, eu ia a passar e espreitei o resultado do jogo numa das salas... estava lá um homem sozinho, quando m viu falou do jogo e da prestação portuguesa, respondi-lhe e segui caminho...no final do dia fui apresentada a ele....era o dono da empresa...)

 

Pediu-me que lhe contasse o que tinha contado ao Director de Recursos Humanos e assim fiz... No final disse-me que lamentava que eu não tivesse ido falar directamente com ele quando comecei a ficar descontente porque agora a empresa pedia uma boa colaboradora (o meu cliente mais importante tinha elogiado 2 dias antes o meu trabalho mas eu só fiquei a saber naquele dia, quando disse à minha chefe que me iria demitir.... ela sempre soube ligar-me para me criticar, para me deitar abaixo mas para elogiar não...) ...

 

Disse-lhe que sinceramente, jamais o faria... não iria passar por cima da minha chefe directa (não era que ela não merecesse... o facto de não o fazer não era por ela, mas por mim, por causa dos meus valores ....)

 

Hoje sinto-me duplamente bem... por estou bem mais tranquila, novamente mais calma, mais serena (e com muito mais tempo para dar atenção ao meu principe) e orgulhosa porque apesar de me ter vindo embora (por livre e espontânea vontade e como tal não dei à minha chefe o prazer de me despedir :)), pelos menos algumas pessoas da empresa perceberam que sou esforçada e até me consideravam uma boa colaboradora :)

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub